Preparando o lançamento de sua obra-prima para o dia primeiro de abril (mas será que é verdade mesmo?), o Sensacionalista promete testar o bom-humor dos brasileiros oferecendo um livro que está na internet e que ainda trará material inédito. Com mais de 2 milhões de seguidores na internet, o que poucos sabem é como funciona o dia a dia do portal. 

Leia abaixo um trechinho da introdução do livro que narra os bastidores de um dos jornais mais sensacionais de todos os tempos – e é por este trocadilho sem graça que os redatores da Belas-Letras ainda não foram contratados pelo Sensacionalista.







 Todos os dias, cerca de 300 mil pessoas leem as notícias do Sensacionalisa. São dez milhões de visitantes únicos por mês, a maioria levados pelo Facebook, onde nossa página já tem 2,2 milhões de seguidores. Numa comparação com as versões digitais de boa parte dos grandes veículos de comunicação do país, estamos em quarto lugar em número de leitores – mesmo não sendo um jornal de verdade.
 Tudo isso é resultado de uma operação gigantesca, que envolve uma grande redação com mais de 200 funcionários, entre jornalistas, humoristas, consultores estratégicos e analistas de mercado, pesquisadores de opinião, estatísticos e publicitários.
 No primeiro parágrafo, tudo é verdade. No segundo, tudo é mentira. 

 Apenas quatro pessoas são responsáveis pela produção do Sensacionalista. Não temos uma redação – tudo acontece, acredite, por WhatsApp. É uma reunião de pauta que começa às vezes antes de seis da manhã, quando um de nós cai da cama, e muitas vezes vai até a madrugada, quando alguém chega da balada, misturando levantamento de assuntos que rendem piada, discussões de ideias de manchetes, papos filosóficos, trocas de vídeos e zoeira generalizada sem classificação.

 Uma vez um de nós disse que, se um extraterrestre descesse na Terra e levasse com ele apenas as notícias do Sensacionalista, certamente entenderia muito do que se passa por aqui, em todos os sentidos. Isso seria muito legal. E se o ET morresse de rir, aí seria nossa glória completa!

Equipe Sensacionalista



Leia abaixo algumas das matérias que você encontra no livro do Sensacionalista




>> Funkeiro escreve letra sem erro de português e é criticado por colegas


 Um funkeiro capixaba está causando polêmica no mundo do funk. MC Rubem escreveu e gravou uma letra de funk sem nenhum erro de português e acabou sendo duramente criticado por colegas.
 “Não tem nenhum erros de concordância, os plural tudo certinho. Me desculpa, mais isso não é funk”, declarou MC Zorza, um funkeiro local. Em sua defesa, MC Rubem disse que não quis ofender os colegas e que apenas está lançando um novo estilo, a gramática ostentação.


>> Século nega casamento e diz que continua solteiro


 O século negou seu casamento hoje pela manhã em entrevista coletiva. “Vejo em todo lugar ‘o casamento do século’, mas quero deixar claro que continuo solteiro”, disse o século.
Século afirmou que teve um relacionamento sério, mas que alimenta a esperança de voltar: “Estou dando um tempo”. Ele também afirmou que a imprensa vive envolvendo seu nome em eventos. “Já falaram ‘a luta do século’, mas sou pacífico. Vejo anunciarem coisas como ‘do século’ que na verdade não deveriam ser nem mesmo do centésimo. Nada contra meu irmão mais novo, mas eu vejo um certo exagero nisso tudo”.

























Por Flávia Bergamin


Um Comentário

  1. Gente, que legal! hahaah Eu adoro o site, não fazia nem ideia que eles estavam para lançar um livro.

    Mago e Vidro

    ResponderExcluir