Então, você vai ser pai. Você sabe que precisa comprar uma casa maior. Tem que ter mais espaço pra criança. Tem que ter mais um quarto no apartamento. Tem que ter um berço novo, não pode ser aquele que a vizinha se dispôs a emprestar. Então você sabe que tem que trocar de carro, com seis airbags, no mínimo, ar-condicionado de fábrica. O que o humorista Marcos Piangers descobriu ao ser pai jovem é que essas preocupações não fazem diferença nenhuma. O que vale mesmo não é pagar pela melhor creche, se você é o último a buscar seus filhos. Não é comprar os melhores brinquedos, porque as crianças gostam mesmo é das brincadeiras que não custam nada. No fundo, o que importa mesmo, como os textos divertidos e emocionantes de Papai é Pop mostram, é você estar com seus filhos, não pensando em outra coisa, mas estar lá. De verdade. 

 Com bom humor e histórias maravilhosas, o livro de Marcos Piangers é um relato divertido sobre o que é ser pai. 

 O livro é composto por crônicas bem humoradas de histórias que aconteceram com Piangers e suas filhas, Anita e Aurora, e um desabafo sobre ser filho. Por conta de sua aparência, muitos não botavam fé na ideia dele ser pai, mas Piangers fez questão de mostrar que eles estavam errados - e também que criar filhos pode ser a oitava maravilha do mundo.

 De acordo com ele, ser pai não é fácil, e o autor consegue transmitir todas as emoções pela qual passa durante esse período da vida. A notícia, a criação e formação das meninas, acontecimentos inusitados, tudo. 

 A escrita de Piangers permite que o leitor se sinta parte da história, além de nos divertir com as histórias, birras e exageros das personagens. 

"Perguntei ao meu filho há algum tempo qual era o sentido da vida, já que não faço ideia. Ele disse: 'Pai, nós estamos aqui para ajudar uns aos outros a passar por essa coisa, o que quer que ela seja'."


 Apesar do tema central da história ser a paternidade, não é exatamente um guia de como ser pai, e sim, a experiência do autor como tal. Emocionante do começo ao fim, Piangers afirma que ser pai não é comprar o melhor brinquedo, o maior sorvete ou pagar a melhor viagem; ser pai é estar presente, é agir como um pai. 

 Juntando a escrita de Piangers com a diagramação e arte da editora Belas-Letras, temos um trabalho incrível em mãos. Se você for pai, leia. Se não for, leia também. Ah, e caso você não tenha interesse em ser pai, pelo menos poderá tirar onda com as crônicas. Esse livro é para você. 




Título: O Papai é Pop 

Autor: Marcos Piangers

Editora: Belas-Letras

Páginas: 112

Encontre por aí: Saraiva | Belas-Letras



Por Flávia Bergamin


Deixe um comentário