A literatura nacional vem ganhando cada vez mais espaço na estante dos leitores. Seja com campanhas na internet, com apoio das editoras ou simplesmente porque nós, leitores, estamos tomando consciência da quantidade de livros bons que temos, eles estão aparecendo mais. 

Hoje, iremos falar sobre o livro fantástico "A Filha do Norte", da autora Luisa Soresini.


O que?

Elza, a Bruxa do Leste, reflete sobre o mundo e sua própria história. Para ela, o fluxo da vida entrou em um ciclo interminável, no qual os espíritos perderam um pouco da sua força e, ela, na sua esperança diante a humanidade. Com isso, sua irmã Meredith, a Bruxa do Sul, anuncia a chegada de um visitante estranho em Mafaldi, uma pequena cidade que fica entranhada no meio da floresta. Dessa maneira, temendo por problemas, as bruxas saem para averiguar e descobrem que o indivíduo misterioso trata-se de uma garota desolada. Por pena, elas a acolhem, sem o conhecimento da menina perante a identidade das bruxas. 
Em sua vida humilde, Elza percebe o quanto a menina, chamada Michelle, é simples, mas, ao mesmo tempo, refinada e inteligente, e logo toma apresso por ela, tal como uma filha. Contudo, em um determinado dia, Michelle sai e desaparece na floresta. Meredith e Elza começam, então, uma busca interminável pela garota, mas seus maiores medos tornam-se realidade quando descobrem que a menina for parar na mansão dos Vergaminis. Com medo do que poderia acontecer com ela, as bruxas iniciam uma missão para salvá-la, sabendo que pode ser tarde demais. 

 Michelle, enquanto andava sozinha pela floresta, encontra uma mansão imponente e sombria, entretanto, a curiosidade e seu medo de ficar sozinha a levam a buscar ajuda dentro da casa. O que ela não esperava era encontrar jovens e irmãos de idades contrastantes tão lindos e ricos vivendo em um lugar como aquele. Elegantes, refinados, gentis, todavia intimidadores. Algo parecia estar errado e ela torcia para que fosse apenas um equívoco em suas sensações. No meio da noite, no entanto, Michelle descobriu a verdadeira face daqueles jovens que estavam longe de serem os príncipes que ela sonhou. 

 Forçada a viver com eles pelo resto de sua vida, Michelle, protagoniza novamente seus maiores medos e descobrirá, assim, a face mais sórdida dos Vergaminis. 





Quem escreveu?

Meio capixaba, meio mineira. Luisa Soresini Ramalho Dilascio tem 23 anos e é formada em Letras em Minas Gerais, onde passou os últimos quatro anos da sua vida, e viveu grande parte da sua vida perto do mar, na sua terrinha natal, Vitória. Desenhista, poetisa e romancista, essas são as coisas que ocupam a maioria do seu tempo, o resto ela divide com o trabalho de professora, com a irmã e com seus gatos. Amante das Letras e das literaturas sempre gostou de ler e escrever, mas ao invés de deixar as histórias mofarem dentro da gaveta, colocou-as em prática e surgiu seu primeiro livro.



E se você é blogueiro, venha participar do Book Tour! 




Deixe um comentário