Fala galera, olha quem voltou \o/ Pois é, meu computador faleceu e fiquei um bom tempo desconectada, mas vamos ao que interessa.


Hoje eu vou falar um pouco sobre uma série que não me ganhou logo de primeira, mas que resolvi dar um chance e não me arrependi nem um pouco.

IZombie teve sua estreia no dia 17 de Março de 2015 sendo exibida pelo canal The CW nos Estados Unidos e pelo Warner Channel aqui no Brasil.

Criada por Rob Thomas e Diane Ruggiero-Wright sendo uma adaptação livre dos quadrinhos de mesmo nome, escrito por Chris Roberson e Michael Allred sendo lançada pelo selo Vertigo em 2010.


“Liv Moore era uma médica residente e uma pessoa normal, tinha uma família amorosa e feliz, um noivo muito carinhoso e adorava passar o tempo com seus amigos. Mas toda a sua vida foi por água abaixo em uma festa, em que ela se transformou em um zumbi.
Agora ela só tem fome de cérebros. Ela deixou o emprego em que ela tinha uma carreira promissora, e começou a trabalhar no necrotério Seattle PD, não só para satisfazer seu desejo de cérebros, mas para ajudar o Departamento de Polícia a solucionar crimes como consultora "psíquica". Com a ajuda de seu chefe Dr. Ravi Chakrabarti, que é fascinado por sua condição, e do Detective Clive Babineaux, que acredita que Liv é um vidente, ela deve ajudar o povo de Seattle, entender sua condição, descobrir como ela foi transformada em um zumbi, e lutar contra uma ameaça em ascensão.”


Fica meio difícil classificar essa série pois tudo o que você imaginar tem nela. Desde drama, ação, comédia, romance policial e muito mais.
É uma série que me garantiu muitas risadas, mas por falta de tempo ainda não consegui assistir a segunda temporada, que eu realmente espero que seja tão boa quanto a primeira
.
Por hoje é só e até a próxima pessoal.

Por Claudia Tressoldi


3 Comentários

  1. Que legal!! Eu já tinha ouvido falar dessa série, mas nunca parei pra assistir. Será que tem na Netflix? Se não tiver, assim que lançarem por lá eu vou ver, porque parece ser muito boa :3
    Thaís na Cidade

    ResponderExcluir
  2. Mesmo sabendo apenas dos fatores médico e zumbi sobre a série eu havia me interessado, pois como não gosto de séries de zumbis, resolvi dar uma chance e achei esta a mais original. Com a sua opinião vou correndo agora acompanhar iZombie.

    http://arafaelagodoy.com.br/2016/01/18/resenha-o-garoto-quase-atropelado/

    ResponderExcluir
  3. Hey Flávia, adoro iZombie, e a segunda temporada fica melhor ainda haha

    ResponderExcluir