"De jeito fugging nenhum. É assim que começam os filmes de terror. Nós deixamos você lá, entramos na casa de algum desconhecido e cinco minutos depois tem um psicopata fatiando os meus ovos com um facão enquanto a esposa esquizofrênica dele obriga o Colin a fazer flexões de braço numa cama de carvão em brasa.”

 O Teorema Katherine apresenta a história de Colin Singleton, um garoto que acaba de se formar no ensino médio e que está deprimido. Sua família e seu melhor amigo, Hassan estão preocupados. Aliás, Colin é considerado um prodígio, que diferente de um gênio, ele não criou nada-como um gênio faz  e isso o incomoda bastante, porque ele tem medo de não fazer algo grandioso, ou como ele mesmo diz, um momento "Eureca".

 Nos últimos tempos, ele anda obcecado em ter seu momento eureca, pois teme o dia em que será um ex prodígio. E não ajuda o fato de sua namorada ter terminado com ele. A parte das namoradas de Colin é de longe a parte mais bizarra desse personagem.

 Colin já namorou 19 Katherines. E cada uma delas terminou com ele. E ao contrario do que pensei inicialmente, ele não demorou a montar sua coleção de Katherines, pois Colin conta aqueles namoros de infância que duram minutos. Seu namoro mais duradouro foi com a K-19, seu mais recente "pé na bunda".

 Desesperado para conseguir sua Katherine 19 de volta, Colin recebe uma missão surpreendente. Hassan decide que ao invés de trabalhar nas ferias e se preparar para a universidade, eles devem fazer uma viajem de carro, simplesmente colocar a bagagem no chamado Rabecão de satã e sair pela estrada, sem destino determinado. E isso, é claro, gera uma aventura e tanto!


+++


 Embora eu seja uma pessoa bem fria, confesso a vocês que engasguei de tanto rir em algumas partes enquanto lia... Mas caramba, esse John Green é um gênio!

Vish, não mencionei que o livro foi escrito pelo "João Verde", né? Pois é... O Teorema Katherine foi escrito pelo Norte americano John Green, que atualmente está na lista dos mais influentes da Forbes.

 Ah... e antes que eu me esqueça, não poderia deixar de falar das notas de roda pé e da matemática presente no livro. As notas de roda pé foram planejadas de um jeito que dá sequencia aos fatos contidos nos dados dos parágrafos, e também trazem coisas bem engraçadas do que no texto! Já a matemática presente é tranquila, faz sentido na narrativa e no final do livro há uma explicação excelente sobre as formulas.

Indico o livro para pessoas que estão procurando livros com historias hilarias, leves e fluidas. Mas cuidado, ou você pode acabar se apaixonando por Katherines!




Título: O Teorema Katherine

Autor: John Green

Editora: Intrínseca

Páginas: 304

Encontre por aí: Submarino | Casas Bahia |Amazon




Por Flavio Helanin 


Deixe um comentário