Já faz mais de um ano que li esse livro e eu adoro essa história, não só pelo romance, mas também pela viagem no tempo para o passado. Eu sempre fui apaixonada por aqueles vestidos perfeitos que antigamente as mulheres usavam, então eu criei muitas (sério, muitas) expectativas. E não me decepcionei.


Sinopse: Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. 


 Com a ajuda de prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos...


 +   +   +


 Sofia é uma adulta dependente da tecnologia para tudo e depois que seu celular cai direto numa privada, quando vai comprar um outro, ela encontra uma vendedora que oferece o celular “perfeito”. Porém, assim que liga esse celular é levada para um lugar para um lugar desconhecido.



- Você ficaria de queixo caído se visse as coisas que existem onde eu moro. – Se ele achava um simples par de tênis impressionante, o que não pensaria sobre a inovação das inovações chamada papel higiênico!



 A história é muito bem narrada e os diálogos são fofos na medida certa. Em comparação, o Ian é muitíssimo meigo, todo educado e pelo menos na minha imaginação, lindo. Achei que os dois personagens principais tem muita química, mas nem por isso a história ficou sem graça ou muito melosa.



 "Separei um pouco os lábios tentando tomar fôlego e, para minha surpresa, encontrei sua língua começando uma atrevida exploração em minha boca. Uma pequena parte do meu cérebro – talvez a parte que eu usasse para virar as páginas de revistas – ficou maravilhada com essa descoberta. Sim! O beijo de língua já existe!"


 Eu realmente amei as comparações (inusitadas) da Sofia sobre o passado e o futuro, chorei no finalzinho, primeiro de aperto e depois de risos e fiquei nostálgica quando acabou. No entanto, o segundo livro, Encontrada, foi lançado há alguns meses!




Ficha técnica:

Título: Perdida 

Autor (a): Carina Rissi 

Volume II: Encontrada

Gênero: Chick-lit

Editora: Verus

Nota:★★★★★


Por Iza Scofield
Resenhas


2 Comentários