Morar sozinha pode ser incrível. Mas para ter uma vida independente é preciso se planejar também. Em Morando Sozinha, a blogueira Fran Guarnieri ensina o passo a passo para ser feliz e não depender mais de ninguém, contando suas histórias engraçadas e inusitadas desde que decidiu sair de casa, aos dezoito anos. Saiba aqui como desde escolher o melhor lugar para morar até a como resolver problemas do cotidiano. Trocar o botijão de gás a cada século ou ir à padaria para comprar só um pãozinho pode ser divertido e inesquecível!


"E se tudo na sua vida está um caos, comece arrumando a sua casa, você já vai se sentir melhor."

 Neste livro, a blogueira e autora Fran Guarnieri trás dicas e experiências sobre morar sozinha. E não só isso! Com a Fran, o leitor pode aprender mais sobre como ter uma vida independente e como ser mais organizado, mesmo que ainda não more sozinho. 

 Nas primeiras páginas, somos apresentados à uma situação realmente comum: a ideia de ir morar sozinho. Certo, a primeira coisa que uma pessoa pensa quando decide "ir embora de casa" é na compra dos móveis - isso antes mesmo de saber onde, como e com quem irá morar. E todos (ou quase isso...) somos assim: agimos primeiro e pensamos depois, fazendo besteira. Por isso, este livro é ótimo para quem está pensando no assunto.




 Fran nos dá dicas sobre organização, finanças, planejamento, escolha do imóvel e diversas outras coisas que pesam bastante na hora de mudar de lar, tudo com um toque de humor. 

 Além de tudo ser muito bem explicado, o livro possui apenas 156 páginas, de fácil leitura. A parte gráfica do livro (capítulos, tópicos em destaque, imagens, etc) são lindos e deixam o livro ainda mais fofo do que aparenta ser. A obra é muito bem estruturada e vale a pena sua leitura.



 E, para aqueles que ainda não sabem, o Morando Sozinha tem um blog, onde você encontra tudo o que precisar sobre o assunto!


Título: Morando Sozinha

Autor: Fran Guarnieri

Páginas: 156

Editora: Belas-Letras

Nota: 5/5

Onde encontrar:

*Livro cedido em parceria com a editora. Parabéns pelo incrível trabalho de sempre!







2 Comentários

  1. Oi Flávia!

    Eu saí de casa aos 14 anos, acredita? No começo não tive tantas preocupações, pois assim que mudei fui morar em pensão. Aí eu tinha quem fizesse tudo por mim, era fichinha. Agora as coisas complicaram um pouquinho mais porque vim morar com os meus primos, mas é bem legal. Acho muito bom sair da casa dos pais, a gente tem a própria liberdade. Já conhecia a Fran pelo blog e achei o livro dela uma graça!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com

    ResponderExcluir