O filme de hoje, conta uma das histórias mais lindas que eu já assisti. 


CUIDADO CONTÉM SPOILER!



 Acredito que no fundo, no fundo ele é mais do que um filmezinho de romance adolescente, e pelo menos para mim, ele tem um grande significado. 


 Se eu ficar (If I stay), conta a estória de uma família de músicos. Os país são rockeiros, o pai era baterista punk e a mãe uma gruppie, logo eles tem uma filha, Mia, que nasce com um dom musical, mas ela é um tanto diferente da família, porque ela gosta de música clássica. Porém seus pais possuem uma mente muito aberta e abraçam o gosto da filha em tocar violão celo - tanto que compram um para ela e a deixam ter aulas. Logo, ela passa a ser a melhor de sua escola, concorrendo até a uma vaga na mais renomada escola de música dos EUA, a Julliard. Seu irmão menor já tem o gosto dos pais, e ele parecer ter uma paixão por bateria, como o pai. 



 Mia conhece então o rockeiro de sua escola Adam, e é claro que ele se apaixona por ela e ela por ele, linda história de amor. Mas, a vida dos dois começa a tomar um rumo totalmente diferente, enquanto ele fica famoso e começa a fazer vários shows com sua banda, ela tem que ficar na escola e longe dele se for para a faculdade. 


 O legal do filme, é que ele se passa no presente e no passado. Enquanto nós vemos como Adam e Mia se conheceram e tiveram seu primeiro encontro (passado), nós também vemos o quanto ela esta anciosa pela sua carta de aprovação na faculdade, em casa com os pais. E ao mesmo tempo em que vamos descobrindo a história dela com Adam, nós vamos passando um dia com a família que em um dia de neve, decidem passear e sofrem um acidente de carro. E o acidente muda tudo. Temos Mia, fora de seu corpo vendo tudo e todos a sua volta sem poder ser ouvida e ao mesmo tempo ela nos leva ao passado até chegarmos no momento do acidente, no momento em que ela se encontra no hospital e no momento em que ela perde toda sua família no acidente. 


Agora nós podemos entender o nome do filme Se eu ficar, pois se ela ficar o que pode acontecer? Como continuar uma vida sabendo que você perdeu toda sua família? Pois é ai que o filme me surpreendeu, são as lembranças dela que a fazem querer partir, pois ela sabe que nunca terá aqueles dias de volta, mas ao mesmo tempo são as lembranças que a fazem querer ficar, são as pessoas que estão no hospital esperando que ela acorde (ou não) que a fazem querer ficar, e o mais importante, é a música que a faz querer ficar. Logo quando ela esta prestes a partir ela houve uma música clássica, e assim como se não pudesse abrir mão daquilo que mais importa ela volta ao quarto onde esta seu corpo e Adam com ela e um fone de ouvido. 


Eu realmente acredito que a música salva as pessoas, e nada mais claro que esse filme prova que isso é verdade. A música uniu os pais dela, os amigos, a sua família toda é unida pela música, seu relacionamento e o mais importante a música fez dela o que ela realmente é, como se fizesse parte de praticamente 100% do seu ser e é ai que ela vê que não consegue abrir mão disso. 


E agora, se ela ficar, o que irá acontecer? 












Ficha:

Lançamento 

4 de setembro de 2014 (1h46min) 


Dirigido por 
R.J. Cutler 

Com 
Chloë Grace Moretz, Mireille Enos, Joshua Leonard 






Por Natalia Serpeloni


Colunas





Deixe um comentário