Alô, galera: contém spoiler de Divergente!

Insurgente é o segundo livro da trilogia Divergente, escrita por Veronica Roth.

O livro inicia-se exatamente onde Divergente terminou: com Tris e Quatro no trem rumo à sede da Amizade. A cidade, que já não era muito em paz, se tornou um caos após o ataque dos "soldados da audácia" contra os Abnegados -coisa projetada por Jeanine. Grande parte da Abnegação se foi, a Audácia está dividida e Tris precisa ser corajosa. Há decisões que precisam ser tomadas e a imagem de seus pais, mortos e de Will, que desabou no chão por legítima defesa assombram a mente de Tris.

Brigas -e mortes- é o que não falta. Divergentes sendo perseguidos pela Erudição formam uma grande parte delas. A responsabilidade de restaurar a paz faz com que, junto à vontade de vingança, Tris haja sem pensar. Pode ser que isso cause uma certa raiva no leitor, mas é perfeitamente aceitável, afinal não é fácil se colocar na situação dela. Tobias se cansa um pouco das atitudes precipitadas dela, mas assim como já dissemos, é aceitável. 

 Podemos adiantar que sim, algumas pessoas morrem, mas todas com um propósito. Talvez por algo ou para nos mostrar algo.

 O livro é super bem narrado e, a cada capítulo, o clímax da história só aumenta. É fácil de ler e, mesmo sendo grande, pode ser lido bem rápido. Se você amou o primeiro não irá sobreviver ao segundo, que é ainda melhor.

 Assim como em Divergente, Insurgente tem um final de deixar água na boca. "MAS QUE DIABOS FOI ISSO?" resume-o. Questões que ainda não estavam explicadas no primeiro livro estão mais claras agora.

 É uma super leitura. Recomendamos muito!

 Em breve irá sair a resenha de Convergente, ultimo livro da série. 








Ficha técnica:

Título: Insurgente

Autora: Veronica Roth

Edtiora: Rocco

Páginas: 502













  


2 Comentários

  1. Respostas
    1. Foi incrível cara. Eu fiquei tipo "MAS QUE RAIOS É ISSO?" haha, mas foi ótimo!

      Volte sempre :)

      Excluir