Em Agosto, a editora Novo Conceito lançará "Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor", livro de estreia de Sarah Butler que é considerado por alguns como uma “verdadeira homenagem a cidade de Londres” e até mesmo “poema em prosa sobre os laços de afeto”. O livro foi indicado pela Oprah Winfrey e a escritora Vanessa Diffenbaugh, do livro A Linguagem das Flores, fala que o livro é essencial para aqueles que “se perguntam onde eles pertencem e a quem pertencem”.

 Recebemos as primeiras páginas páginas do livro e estamos morrendo de curiosidade. Conheça um pouco dessa cativante obra: 




 Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?


A narrativa é intercalada entre os dois personagens: Alice, uma jovem que perdeu a mãe muito cedo e, de certa forma, podemos ver que se culpa por isso, e Daniel, um morador de rua que sonha em conhecer a filha, mas lembra apenas seu primeiro nome. São duas situações diferentes, para duas pessoas diferentes mas que, de alguma forma, irão se cruzar (e todos estamos ansiosos por isso).


"Uma vez que tenha me apaixonado, acho quase impossível me desapaixonar; aprendi isso sobre mim mesmo. Não é algo que torne a vida mais fácil."



 Uma coisa que chamou a atenção é que a cada capítulo, uma lista com dez coisas que o personagem narrador quer fazer ou falar aparece. É interessante intercalar a lista com os capítulos.



 E, como se já não bastasse nos deixarem super curiosos para saber mais sobre o desenrolar da história, a editora lançou um desafio: listar dez coisas que sabemos sobre o amor. 


1- O amor acontece de maneiras inesperadas;

2- Amar exige confiança e paciência;

3- É um sentimento que te faz enxergar a vida de um modo diferente;

4- Te deixa feliz e triste ao mesmo tempo, ou em um curto espaço dele;

5- Não é fácil e ás vezes dói, por isso exige coragem;

6- O amor atinge as pessoas de formas diferentes;

7- Amar é deixar estar, deixar ser livre;

8- É um sentimento que tira seu tempo, te deixa abalado, mas alegra seu dia e te faz feliz;

9- O amor é feito de momentos;

10- Você nunca saberá tudo sobre amar.



Título: Dez Coisas que Aprendi Sobre o Amor

Autor: Sarah Butler 

Editora: Novo Conceito

Páginas: 256 páginas

Encontre por aí: Opa! Em Agosto nas livrarias.




Imagens: internet/tumblr



Deixe um comentário